Pulsar Centro de Atendimento Cardiológico

Nós cuidamos de você

Exames

Teste ergométrico computadorizado em esteira

Como é feito?
O paciente é preparado por uma técnica, que coloca eletrodos no tórax e abdome do paciente, realiza medida de pressão arterial e coloca o paciente sobre a esteira ergométrica. Em seguida, o médico é chamado para realizar o exame, que possui manobras respiratórias e o esforço físico, de acordo com alguns protocolos (variam de acordo com a idade e capacidade física do paciente). Depois é realizada avaliação dos batimentos cardíacos e da pressão arterial durante a recuperação, com o paciente ainda monitorizado e sentado. O exame será encerrado caso o paciente apresente pico de pressão, arritmia, anormalidades compatíveis com isquemia do coração, ao atingir o cansaço ou a frequência cardíaca necessária para avaliação.

Para que serve?
Avaliar a capacidade funcional de um paciente, arritmias, isquemia do coração, condicionamento físico, entre outros.

Preparo?
O paciente deverá utilizar roupas e calçados confortáveis para realizar uma caminhada e caso necessário corrida, assim como uma toalha para secar-se. Dar preferência para bermudas, shorts, saias ou calças que permitam a movimentação livre das pernas. Mulheres devem usar um top ou sutiã cavado para permitir o posicionamento dos eletrodos, caso contrário deverá fazer o exame apenas com o avental. Pacientes com muitos pelos podem fazer uma raspagem ou aparar os pelos para facilitar e melhorar a qualidade do exame. Pacientes que usarem cremes ou se estiverem com a pele muito oleosa pode ser necessário limpeza com álcool no momento do exame. O paciente não pode estar em jejum, deverá comer alimentos leves 1 hora antes do exame. Caso tome medicações, pergunte ao seu médico se precisa suspender alguma medicação antes do exame.

Contra-indicações?
Não deve ser feito pelos portadores de doença arterial coronária instável conhecida ou que apresentem obstrução da artéria coronária esquerda ou equivalente, arritmias não controladas, miocardites ou pericardites agudas, estenose aórtica, hipertensão arterial grave não controlada, embolia pulmonar e grávidas.