Pulsar Centro de Atendimento Cardiológico

Nós cuidamos de você

Notícias

Hipertensão Arterial – Um mal silencioso

Hipertensão Arterial – Um mal silencioso

O estado clínico em que a Pressão Arterial se mantém cronicamente elevada é também chamado de Hipertensão Arterial e pode causar danos aos vasos sanguíneos e aos órgãos internos, incluindo seu coração, rins e cérebro, entre outros. Embora a doença seja mais predominante em pessoas mais velhas, dados do Ministério da Saúde mostram que cerca de 10% da população brasileira entre 25 a 34 anos tem o diagnóstico de hipertensão arterial. Na faixa etária dos 35 aos 44 anos, esse índice sobe para 19%, e só aumenta nas faixas etárias maiores e dessa forma a hipertensão tem sido chamada de ameaça silenciosa porque a própria condição não apresenta sintomas. No entanto, o efeito sobre o seu corpo pode ser fatal com o tempo.  Um estilo de vida saudável ​​em todas as fases da vida podem ajudar a controlar o risco de hipertensão arterial.

O que você pode fazer sobre a pressão arterial elevada?

A primeira coisa que você pode fazer é visitar seu médico para exames de rotina. Embora a pressão arterial elevada raramente mostre sintomas, a força anormal do sangue através das artérias, ao longo do tempo, pode causar danos aos órgãos internos, incluindo o coração, os vasos sanguíneos e os rins. Assim, a hipertensão crônica aumenta o risco de doenças cardiovasculares e outros problemas de saúde graves.

Conheça sua pressão sanguínea e faça com que seja monitorada periodicamente. Exames médicos regulares determinarão se sua pressão arterial está dentro dos limites saudáveis. Uma pressão arterial inferior a 120/80 mmHg é considerada saudável. Se necessário, o seu médico irá discutir opções de tratamento e cuidados de saúde de apoio. Enquanto isso, um nutricionista pode fornecer estratégias dietéticas para ajudar a diminuir a pressão arterial, que em geral envolvem redução de peso em pacientes com sobrepeso e obesidade, e uma redução considerável nos níveis de ingestão de Sódio na dieta.

Qual grupo você faz parte?

Idade e etnia podem ser fatores determinantes. A pressão arterial elevada tende a aumentar com a idade, geralmente afetando adultos com idade igual ou superior a 50 anos. No entanto, as pessoas com diabetes e indivíduos com excesso de peso também estão em maior risco de desenvolver hipertensão. Enquanto a idade e a etnia são fatores que contribuem, qualquer pessoa pode estar em risco.

Alimente-se bem para reduzir o risco de hipertensão.

Indivíduos em risco de pressão alta podem ser aconselhados a seguir uma dieta que seja saudável para a redução da pressão arterial. A dieta DASH é rica em frutas e vegetais e com baixo teor de gordura e sódio. Estudos mostram que a dieta DASH pode diminuir a pressão arterial. Embora a dieta tenha beneficiado participantes de todas as idades, os melhores resultados foram em indivíduos de meia-idade – tipicamente uma idade em que as taxas de doenças cardiovasculares são bastante aumentadas.

Como a maioria das pessoas está recebendo muito sódio nos alimentos que comem, é fundamental aprender formas de reduzi-lo. Lembre-se, é importante manter-se com os exames físicos regulares, especialmente se você está acima do peso ou tem diabetes, porque esses fatores podem aumentar seu risco de pressão arterial elevada. Considere uma dieta rica em frutas e vegetais e com baixo teor de gordura e sódio. A redução da ingestão de sódio pode ter um impacto significativo na pressão arterial e, assim, melhorar a saúde geral.

Sempre se aconselhe com seu médico sobre qual a melhor estratégia de tratamento e NUNCA se medique sozinho, pois isso em geral leva ao desastre.